sábado, 13 de julho de 2013

Em jogo movimentado, Ceilândia e Brasília não saem do 0 a 0

No Abadião, Ceilândia e Brasília, que tinha Luís Carlos estreando como novo técnico, ficaram no empate em 0 a 0. Com o resultado, a equipe do Brasília, que teve a melhor campanha da primeira fase, leva a vantagem de poder empatar o segundo jogo, sem local definido. Apesar do placar inalterado, as duas equipes fizeram uma partida com chances perdidas para os dois lados.

O jogo


Nos primeiros vinte minutos de partida, as duas equipes tentaram manter a posse de bola e não levaram perigo ao gol adversário. Com forte marcação, parecia que seria um jogo brigado e de poucas chances. Explorando a qualidade técnica de Victor Hugo e a velocidade do atacante Yago, o Brasília conseguiu levar perigo ao gol do Ceilândia após a primeira metade de jogo. Aos 27 minutos, foram duas chances desperdiçadas em sequência pelo Brasília: a primeira com Thiago Gregório, que cabeceou sozinho nas mãos do goleiro Wendell e a segunda após boa finalização de Kleber de fora da área. O Ceilândia, que tentava explorar o contra-ataque, tinha no meia Lukinhas a melhor arma para organizar as jogadas e segurar a bola no campo adversário. Rennan, zagueiro do Brasília, também foi outro a ter boa atuação, demonstrando segurança para frear os ataques do Ceilândia


No segundo tempo, o jogo continuou bastante equilibrado, com o Brasília melhor na maior parte do tempo. Com os minutos passando, os jogadores do Brasília já pareciam pensar na segunda partida e na vantagem de dois resultados iguais conquistada após melhor campanha na primeira fase. Após a expulsão do zagueiro Vitão, o Ceilândia ficou com a posse de bola mas não soube aproveitar o fato de ter um homem a mais em campo. 


Ficha Técnica


CEILÂNDIA: Wendell; Renan, Bruno (C), Gustavo e Juninho; Hugo, Fabinho (Gabriel), Danilo e Lukinhas; Higor (Edson) e Jeferson. 

Técnico: Binha.

BRASÍLIA: Fernandes; João Carlos, Vitão, Rennan e Victor Sousa; Van Basty, Kleber e Victor Hugo (Adeildo); Yan (Fernando), Yago (Cléverson) e Thiago Gregório.

Técnico: Luis Carlos

CARTÕES AMARELOS: Danilo, Jeferson, Hugo, Gabriel e Lukinhas (Ceilândia); Rennan, Victor Sousa, Fernando e Kaik (Brasília)

CARTÃO VERMELHO: Vitão (Brasília)

Por Lucas Salomão - Bsb Sporting

Nenhum comentário:

Postar um comentário